Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

* Riscos que uma pessoa corre..."

Anda uma pessoa a controlar a boca, a fazer uma almentação saudável e a perder uns quilitos.

 

Só que aqui a gaja esqueceu-se que isto reflete-se na roupa e perante o cenário de frescote e chuva, foi buscar uma roupinha mais invernil. Mas a Pepper é uma cabeça de vento, e esqueceu-se deste pequeno pormenor.

 

Passou as aulas todas a puxar as calças para cima com medo que elas se mandassem para o chão e depois ser alvo de chacota dos miúdos. Já no fim das aulas, quando os putos tinham quase todos saído, eis que se enrola toda nas calças - que são largas - pisa a bainha de uma perna e só não se estraçalhou toda no chão porque se agarrou a uma mesa com unhas e dentes!!!!

 

Fiquei a imaginar-me sem dentes e com uma perna e um braço às costas. É que a queda ia ser feia, oh se ia! 

Queda.jpg

 

* Girls, preciso da vossa ajuda!*

Os boys também podem ajudar, atenção!

 

Então passo a explicar o meu problema: ando com a pele da cara muito feiosa. Se eu fosse uma moça que nadasse em dinheiro, fazia um "pling"... o dermatologista metia aqui umas cosinhas na minha cara e... PLING! Ficava com uma pele nova!

 

Mas como sou uma rapariguinha daquelas bem tesas, tenho de me cingir aos cremezinhos e rezar muito para que façam efeito. Só que não!

 

A minha pergunta é esta:

Já alguém usou Bio-oil?

Quem usou/usa, qual a vossa opinião?

É gorduroso?

bio-oil.png

 

*Há pessoas muita malucas!"

Depois de congelar - sim, congelar mesmo por causa do vento - uns dez minutos na paragem, finalmente chega o meu ansiado autocarro..Entro e sento-me num lugar que me proteja do frio da porta traseira sempre que abre.

 

Reparo, então, numa mulher que vai sentada atrás do motorista a falar ao telemóvel muito alto. Uma conversa completamente desconexa, interrompida pela constante falha de rede.

 

De vez em quando perguntava ao motorista:

- Já estamos na venda da velha*? - primeira vez.

- Já estamos na venda da velha*? - segunda vez.

- Já estamos na venda da velha*? - terceira vez.

Responde o motorista com a maior paciênca do mundo:

- Já lhe disse que chegamos à venda da velha quando o autocarro parar...

A mulher volta a fazer um telefonema (aos altos berros) e pergunta a quem está do lado de lá:

- Quem é a vaquinha que está aí com você hoje? - e desata a proferir uma série de disparates que eu nem consegui fixar!

 

Vim o resto do caminho a pensar se a fulana estaria bêbeda ou drogada... ou se sofreria de u grau de loucura tal que a poria a proferir um discurso como aquele! Haja paciência!

 

* nome fictício, que atribui à zona.